università degli studi della campania luigi vanvitelli

identity, print, digital, signage
cliente
Università degli Studi della Campania Luigi Vanvitelli

year

2017
The Seconda Università degli Studi di Napoli was established in 1991 with the aim of relieving the overcrowded conditions of the major Neapolitan University known as the “Federico II”. Twenty five years after its establishment, SUN changes its name and becomes Università degli Studi della Campania Luigi Vanvitelli. The University has grown, and its relation with Napoli has now been extended across Campania, expanding even further its boundaries and overcoming its limitations, it is creating the foundations to become an international institution. The Acquedotto Carolino, designed by Luigi Vanvitelli and one of the symbols of Campania region, was the main ideia behind the proposed new identity. The purpose of the aqueduct is as functional as noble, a symbol of human progress: it brings water to feed the thirsty. A symbolic parallelism can be found in the purpose of an University: to satiate the desire for knowledge. Each arch is interpreted as a door that the university could create for the future professionals. An expandable set of icons was developed for each department, symbols for the different options provided by the university. Metaphorically we see each arch as a student, a teacher, a region, a city or a building as an indispensable linking element to create, deliver and share knowledge. The identity as well as knowledge is a flexible structure acting as an ever expanding library of information to be created and explored.
A Seconda Università degli Studi di Napoli foi criada em 1991 com o objetivo de aliviar as condições sobrelotadas da maior universidade napolitana, conhecida como "Federico II". Vinte e cinco anos após o seu estabelecimento, a SUN altera o seu nome para se tornar na Università degli Studi della Campania Luigi Vanvitelli. A Universidade cresceu, e a sua relação com Nápoles foi estendida a toda a região de Campania, ao expandir e superar as suas fronteiras, criou as bases para se tornar numa instituição internacional. O Acquedotto Carolino, desenhado por Luigi Vanvitelli e um dos símbolos da região da Campania, foi o conceito escolhido para gerar a proposta da nova identidade. O aqueduto, um símbolo do progresso humano, tem na sua génese um propósito tão funcional quanto nobre: encaminhar a água para saciar a sede. Um paralelismo simbólico pode ser encontrado no propósito de uma universidade: saciar o desejo de conhecimento. Cada arco é interpretado como uma porta que a universidade cria para os seus alunos. Um conjunto expansível de ícones foi desenvolvido para cada departamento, símbolos para as diferentes opções criadas pela universidade. Metaforicamente cada arco é interpretado como um aluno, professor, região, cidade ou edifício, elementos indispensáveis para criar e compartilhar conhecimento. A identidade, assim como o conhecimento, é uma estrutura flexível que atua como uma biblioteca em constante expansão de informações a serem criadas e exploradas.
share this project
view other projects