açores

identity, print, digital, wayfinding
client
SDEA - Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores, EPER

year

2014

credits

Emídio Cardeira
Miguel Palmeiro
Pedro Sousa
Azores, Identity Proposal, March 2014.
Located in the middle of the Atlantic, Azores is composed of nine islands, each one with unique characteristics that makes the archipelago absolutely distinct. Through its geographic position, the Azores gained recognizable differentiation in its nature, gastronomy, agriculture, economy, tourist offer, fishery, among others.

Origin — In the Azores we can find several inscriptions and graphic elements made by fishermen and sailors along the course of history, this visual lexicon was used to iconically translate a symbol from each island to create the Azores and its islands’ logo.

Purpose — The proposal intended to create a brand not only able to represent the Azores archipelago but also the nine individual islands and all the attributes that define the Azores. The logo works as a shifting form, highlighting an icon when referring to a specific island.

Colors — Raul Brandão, a famous Portuguese writer, embarked on a trip to the islands in the summer of 1924. That trip resulted in the publication of “The unknown Islands”, one of the works that most influenced the formation of the internal and external image of Azores. For each island Raul Brandão gave a distinct color, this chromatic scheme was used for the identity program.

Icons — Due to the enormous offer of the archipelago, attach to the logo it was developed an always growing set of icons.

Identity expansion/Invest in the Azores — It was also conceived the possibility of creating new identities integrated into the Azores' brand system.

Azores' raw materials — Package in Cryptomeria. Materials naturally found in the Azores were used through the identity system as a mechanism to strengthen the brand.

Signage — In Azores, everything seems integrated with nature. For the signage proposal we used basalt (a volcanic rock commonly found in the Azores) designed and constructed to resemble a ruin, a piece that doesn’t conflict with the surrounding space and integrates it.

Exporting the Azores — The representation of the Azores outside the archipelago is made by a popup store resembling a wooden container built in cryptomeria.

Azores Products — For the new identity we also conceived a certificate program for products with Azores origin. A colored strip that identifies the origin of the product by island or by the entire archipelago. The label maintains the rules of the logo identity in terms of logo composition and colors.

“All of this, all this blue, all this freshness, enters through my eyes and through my soul. The blue ink not only undulates — trembles trough tiny grains of an extraordinary action, and the ever-new world that surrounds penetrates me with its breath and tells me its life.” As ilhas desconhecidas / The unknown islands, Raul Brandão

Açores, Proposta de Identidade, 2014.
Situado no meio do Atlântico, os Açores reúne nove ilhas, cada uma com características únicas que tornam o arquipélago absolutamente distinto. Pela sua posição geográfica, os Açores ganharam uma reconhecida diferenciação, de entre outras, na sua natureza, gastronomia, agricultura, economia, oferta turística, pescas.

Origem — Nos Açores podem-se encontrar várias inscrições e elementos gráficos feitos por pescadores e marinheiros ao longo da história. Este léxico visual foi usado para transladar iconicamente um símbolo de cada ilha para a criação do logotipo dos Açores e das suas ilhas.

Objectivo — A proposta pretendia criar uma marca não só capaz de representar o arquipélago dos Açores mas também cada uma das nove ilhas e todos os atributos que definem os Açores. O logotipo funciona como uma forma mutante, destacando-se um ícone quando é feita referência a uma ilha específica.

Cores — Raul Brandão, famoso escritor português, embarcou numa viagem às ilhas no verão de 1924. Essa viagem resultou na publicação de "As ilhas desconhecidas", uma das obras que mais influenciaram a formação da Imagem interna e externa dos Açores. A cada ilha Raul Brandão atribuiu uma cor distinta, e esse esquema cromático foi usado para o programa de identidade.

Ícones — Devido à enorme oferta do arquipélago, em conjunto com o logo foi desenvolvido um conjunto sempre crescente de ícones.

Expansão de Identidade/Investir nos Açores — Foi também concebida a possibilidade de criar novas identidades integradas no sistema de marcas dos Açores.

Materiais dos Açores — Embalagens em criptoméria. Os materiais autóctones dos Açores foram utilizados no sistema de identidade como um mecanismo para reforçar a marca.

Sinalética — Nos Açores tudo parece integrado com a natureza. Para a proposta de sinalização foi utilizado basalto (uma rocha vulcânica comumente encontrada nos Açores) numa forma concebida e construída para se assemelhar a uma ruína; uma peça que não entra em conflito com o espaço circundante, mas antes integra-o.

Exportação da marca Açores — A representação dos Açores fora do arquipélago é feita por uma loja popup semelhante a um contentor, construído em madeira de criptoméria.

Produtos Açoreanos — Para a nova identidade foi também concebido um programa de certificados para produtos com origem nos Açores. Uma faixa colorida que identifica a origem do produto por ilha ou como sendo do arquipélago. O rótulo mantém as regras de identidade do logotipo em termos de composição e cores.

"Tudo isto, todo este azul, toda esta frescura, me entra em jorro pelos olhos dentro e pela alma dentro. A tinta azul não só ondula — estremece em pequenos grãos vivos, duma ação extraordinária, e o mundo sempre novo que me rodeia penetra-me do seu bafo e comunica-me a sua vida."  As ilhas desconhecidas, Raul Brandão
share this project
view other projects